Ademi-PE e Copergás premiam os melhores do mercado imobiliário do Estado em 2019

03/12/2019

 

Foto: Armando Artoni

Com o objetivo de divulgar a produção imobiliária pernambucana, enaltecendo a qualidade dos empreendimentos e expertise das construtoras, a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi-PE), em parceria com a Copergás, promoveu na última terça-feira (26), a entrega do Troféu Ademi-PE Copergás, na Blue Angel Recepções. Pela primeira vez, em 25 anos de história, a Ademi-PE, entidade criadora do concurso imobiliário, dividiu o nome do Troféu com outra entidade.

Dezoito empreendimentos imobiliários construídos por incorporadoras atuantes no estado concorreram em nove categorias à premiação.

Em Empreendimento Residencial com 02 Quartos, venceu o Edf. Stark Home Design, da Max Plural Desenvolvimento Imobiliário; Empreendimento Residencial Standard MCMV sem Elevador ficou com a VL Construtora, pelo Edf. Residencial Vila Real; Empreendimento Residencial com 03 Quartos sagrou campeão o Edf. Living Tower Andrade Bezerra, da Moura Dubeux; a Incorporadora Ferreira Pinto levou a melhor na categoria Empreendimento Residencial com 04 Quartos, pelo Edf. Ocean Tower; o Edf. Jardins do Frio da ACLF/SMB Empreendimentos levou o prêmio de melhor Empreendimento Residencial MCMV com Elevador; em Empreendimento Residencial com 04 ou mais Quartos Master, foi premiado o Edf. Jardins Casa Forte, da Gabriel Bacelar.

Empreendimento Turístico Imobiliário garantiu troféu ao La Fleur Polinésia Residence Resort, da ARA Empreendimentos Imobiliários; em Home Service o vencedor foi o Edf. Barra Home Stay, da Rio Ave Investimentos e Empreendimento Comercial reconheceu o trabalho da Imobiliária Polar no Edf. Empresarial Camilo Brito. Esses três empreendimentos levaram, ainda, os Troféus Ademi-PE Copergás Masters – ocupando, respectivamente, primeira, segunda e terceira colocações.

Os vencedores foram definidos após apresentação de 15 minutos de cada concorrente diante de uma comissão julgadora composta por profissionais do setor, técnicos e representantes de entidades convidadas, como o Sinduscon-PE, IAB, CAU, CREA e Secovi. Entre os critérios analisados, foram observados: justificativa e motivação do empreendimento, aspectos e potencialidades da sua localização, concepção e características físicas, inovação e sustentabilidade na operação do empreendimento, bem como técnicas utilizadas em sua execução.