Copergás alcança marca histórica de mil condomínios interligados

18/08/2021

A Copergás chegou à marca histórica de mil condomínios interligados à rede de abastecimento de gás natural. O milésimo cliente foi o Cupe Beach Living, na Praia do Cupe, em Ipojuca, que teve sua interligação efetuada nesta  quarta-feira (18).  Com 240 apartamentos, ele fica à beira-mar, em praia que faz parte do complexo turístico de Porto de Galinhas, um dos destinos turísticos mais procurados do país.

O resultado mostra a qualidade do serviço oferecido pela Copergás (até hoje, por exemplo, não há registro de solicitação de desligamento de condomínios) e o crescimento exponencial do segmento nos últimos anos.  A maior parte dos investimentos da Copergás visa a capilarização da sua malha de distribuição, o que viabiliza atender um público cada vez maior. O município de Ipojuca, por exemplo, onde fica o Cupe Beach Living, teve a implantação do gás natural em 2020, com a conclusão de gasoduto iniciado no ano anterior.

Os mil condomínios que fazem uso do gás natural em Pernambuco estão distribuídos por 40 bairros, de sete municípios: Recife; Cabo de Santo Agostinho; Camaragibe; Ipojuca; Jaboatão dos Guararapes; Olinda e Paulista, todos na Região Metropolitana.  No conjunto, são 55,4 mil domicílios. Levando-se em conta a média nacional do IBGE, de três moradores por domicílio, podemos dizer que em Pernambuco temos mais de 165 mil pessoas fazendo uso doméstico do gás natural encanado.

“Nossa próxima fronteira é o interior, e estamos trabalhando sem descanso para desbravá-la, objetivo que faz parte de nossa estratégia de crescimento”, disse o diretor-presidente da Copergás, André Campos, destacando a orientação do governador Paulo Câmara para ampliar o alcance do gás natural no interior do Estado. “Estamos com obras de expansão em municípios do Agreste e do Sertão, como Caruaru, Garanhuns e Petrolina. São projetos que vão nos permitir ampliar nosso atendimento para todos os segmentos, inclusive o residencial”, afirmou André.

Para Fabrício Bomtempo, diretor técnico-comercial da Copergás, existe um “potencial enorme para expansão da atuação no segmento residencial”. Em razão disso, a Companhia “tem metas agressivas de crescimento junto a esse mercado nos próximos 5 anos”, disse ele.

Segundo Wilson Malini, gerente da GCRC (Gerência de Comercialização Residencial e Comercial), setor responsável pelo segmento residencial, a interligação do milésimo prédio é fruto de uma ação conjunta de todos os setores da empresa. “Nós da GCRC conquistamos os clientes. Mas no processo todos os setores da empresa acabam participando, desde a construção das redes de gás, operação e distribuição, até o relacionamento com os clientes. Então, esta conquista é nossa e também de todas as equipes envolvidas”, destacou ele.

Histórico – A Copergás foi criada em setembro de 1992 e entrou em operação em 1994. O primeiro prédio a utilizar o gás natural fornecido pela Companhia foi o Príncipe de Vergara, em Piedade, município de Jaboatão dos Guararapes. A interligação dele ocorreu em 17de maio de 2004. O centésimo edifício também foi em Piedade: o Costa Dourada, em 1º de junho de 2011.

De todos os mil condomínios interligados, o maior é o Le Parc Boa Viagem, no Recife, com 1.024 unidades.  Inaugurado em 2013, é o primeiro residencial resort da capital, com dois modelos de apartamento, um de 119 m² e o outro de 170 m².

Mas o gás natural não é utilizado apenas nas áreas de maior poder aquisitivo. Está presente também nos empreendimentos do Minha Casa Minha Vida, programa de habitação popular da Caixa Econômica Federal. O primeiro prédio desse programa a ter abastecimento de gás natural foi o Renascença Candeias, a partir de 18 de agosto de 2015.

EQUIPE DA GCRC

Gerente: Wilson Malini

Supervisores: Antônio Carlos Veras de Oliveira e Fernando Fragueiro Almofrey

Engenheiros: Giovanni Campos Amaral, Marcio Holanda Souto, Rafael Francisco dos Santos e Thales José de Goes Holanda

Analistas: Hugo Rafael de Melo Silveira, Lucas Constant Barros do Nascimento e Romulo Fellipe Cysneiros dos Santos

Técnicos Operacionais: Aluizio Jorge Bandeira Guerra, Kallil Dyonne de Sousa Coutinho, Luiz Gonçalves da Fonseca Neto e Rivalro Fabiano da Silva Sobral

Auxiliares Administrativos: Rafael Cabral Ribeiro, Shirley Viana Ferreira, Thiago Phelipe Campos Gomes e Vicente José Alves Bacelar

Estagiários: Arthur Danzi Russo Leal e Taysa Vitoria Gama de Carvalho