Copergás bate recorde e chega a 350 dias sem acidentes com afastamento

02/12/2020

A Companhia Pernambucana de Gás – Copergás chegou nesta quarta-feira (2) a 350 dias sem acidentes com afastamento, uma conquista que mostra o cuidado da empresa e dos seus colaboradores com a prevenção dos riscos no ambiente de trabalho. Um novo marco histórico está próximo de ser obtido: o de um ano inteiro sem esse tipo de acidentes. O recorde anterior foi de 326 dias, registrado em 9 de dezembro de 2019.

Os números chamam atenção diante da situação do Brasil: o país é o quarto do mundo no ranking mundial de acidentes de trabalho, atrás de China, Índia e Indonésia, segundo dados da OIT (Organização Internacional do Trabalho). Outro indicador é que a cada 3 horas e 40 minutos um trabalhador brasileiro morre em acidente de serviço, conforme levantamento do Observatório Digital de Segurança e Saúde do Trabalho.

Os resultados  obtidos pela Copergás são fruto de um programa de prevenção composto de uma série de atividades em todos os setores da companhia, postas em prática pela Gerência de Qualidade, Segurança, Meio Ambiente e Saúde (QSMS). Entre as medidas estão:

– Exercícios de simulação de emergência com acidentes;

– Treinamentos de segurança junto às contratadas;

– Inspeções diárias nas estações, em canteiros de empresas contratadas, em frentes de serviços e em edificações da Copergás. O objetivo desse monitoramento é identificar, precocemente, desvios potenciais que possam provocar acidentes;

– Acompanhamento contínuo de atividades de lançamentos de novos clientes e de atividades de furos em cargas;

– Realização de Diálogos Diários de Segurança (DDS) junto às contratadas;

– Estudo das causas de todos os acidentes e incidentes críticos ocorridos na Companhia, buscando, a partir daí, implementar planos de ação preventivos;

“Esse conjunto de medidas é essencial para criar as condições necessárias à eliminação dos acidentes em nosso ambiente de trabalho”, disse Danilo Morais, coordenador da QSMS. “Mas só isso não bastaria se não tivéssemos também o fundamental comprometimento dos colaboradores com a prevenção de riscos e a segurança”.

No Brasil e no mundo, os acidentes de trabalho são um problema com consequências danosas principalmente para os trabalhadores, mas também para as empresas. Menos acidentes de trabalho significam, além de melhor qualidade de vida do trabalhador, menos custos judiciais e de assistência médica para os empregadores, com impacto também na manutenção do ritmo de produção.