Copergás é referência nacional em Certificação do SGI

25/09/2018

A Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT confirmou a manutenção da Certificação do Sistema de Gestão Integrado – SGI da Copergás, após auditoria realizada no segundo semestre de 2018. A certificação engloba as normas ISO 9001, ISO 14001 e OHSAS 18001, que tratam de qualidade, meio ambiente, saúde e segurança do trabalho respectivamente. A Copergás é a primeira e única distribuidora de gás natural do Brasil a contar com a tríplice certificação conquistada desde 2012.

“A tríplice certificação confere à Copergás a garantia de seu crescimento, integrado a sua Visão, Missão e Valores, atende aos stakeholders e garante a manutenção do seu SGI no estado da arte dos sistemas de Gestão das Empresas de Excelência”, comemora o gerente do QSMS, Carmelo Delgado.

O gerente afirma que a Copergás serve de Benchmarking para todas as distribuidoras de Gás Natural do Brasil e atribui a vitória ao trabalho da equipe da QSMS (Gerência de Qualidade, Segurança, Meio ambiente e Saúde) e ao apoio de todas as áreas da empresa “no rumo a uma visão de futuro, de ser reconhecida nacionalmente pelas melhores práticas de Gestão”.

 

Números da distribuidoraCriada em setembro de 1992, a Copergás, esse ano,  completa 26 anos consolidando sua evolução no mercado do gás natural em Pernambuco, fechando o primeiro semestre de 2018 com posição de destaque no cenário energético, como a maior concessionária fora do eixo Rio-São Paulo em movimentação de gás. “Esse crescimento é resultado do profissionalismo das equipes, da evolução do mercado e dos fortes investimentos que a Copergás vem dedicando à expansão da rede de gasodutos em Pernambuco”, assegura Fontelles. Ele também considera como pujante, o valor que o produto agrega para atender o consumidor: “O gás natural além de ser mais seguro, prático, limpo e economicamente competitivo frente aos demais combustíveis, ainda oferece fornecimento contínuo, dispensa estoque e promove a mobilidade urbana, já que não necessita de caminhões para transporte”.