Copergás leva o gás natural ao Sertão

28/04/2021

Da esq. para a direita: Miguel Coelho, prefeito de Petrolina; André Campos, presidente da Copergás, e Fabrício Bomtempo (de costas), diretor técnico-comercial da Companhia

O presidente da Copergás, André Campos, e o diretor técnico-comercial da Companhia, Fabrício Bomtempo, receberam nesta terça-feira o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho, para tratar do processo de implantação do gás natural no município – um projeto inédito no Nordeste, resultado de uma parceria entre a Copergás e a Golar Power, uma das principais empresas do mundo no setor.

“Em 2021 vamos expandir a interiorização do gás natural, e Petrolina será um símbolo desse processo”, disse André Campos. “Trata-se de um investimento que favorece o desenvolvimento da economia local e cria condições para a atração de empreendimentos.”

O projeto terá duas fases. As obras da primeira já foram iniciadas e devem estar concluídas em julho próximo, possibilitando o abastecimento do GNV (Gás Natural Veicular) e a interligação de três empresas do Distrito Industrial local.

As obras da segunda fase estão com início previsto para julho e final em dezembro – após concluídas, o fornecimento do gás natural será ampliado para mais indústrias, postos de GNV e clientes comerciais e residenciais. O investimento total é de 10,1 milhões.

O prefeito Miguel Coelho elogiou o projeto e colocou-se à disposição para contribuir com o seu desenvolvimento. “É uma boa notícia para nossa cidade. O presidente da Copergás nos informou que o valor cobrado pelo gás natural será similar ao do Recife, o que garantirá uma oferta mais barata e competitividade no mercado”, disse ele.

Petrolina fica no Sertão do Estado, a  715 km do Recife. O gás natural será transportado até lá em estado líquido, por caminhões-contêineres refrigerados.  O município terá uma estação de regaseificação (que converterá o combustível para sua forma gasosa), uma estação de transferência e uma rede local (gasoduto) de distribuição.