Copergás: novembro registra o maior número do ano de conversões para GNV

16/12/2020

Pernambuco registrou em novembro de 2020 o maior número de conversões de veículos para uso do GNV (Gás Natural Veicular) desde novembro de 2019. “Os dados apontam para a recuperação do setor, após a crise provocada pela pandemia de Covid-19”, disse André Campos, presidente da Companhia Pernambucana de Gás – Copergás, empresa responsável pelo abastecimento em Pernambuco.

Em novembro de 2019 o total de veículos convertidos para GNV no Estado foi de 860. Agora, no mesmo mês em 2020, foram 867 carros. O número é superior também ao dos meses que antecederam a pandemia, que teve 803 conversões em janeiro e 812 em fevereiro. Os dados são do Detran-PE.

A recuperação torna-se mais significativa quando se constata que no pico da pandemia as conversões foram praticamente reduzidas a zero. Em abril apenas 1 veículo foi convertido, número que se repetiu em maio.

Pernambuco destaca-se por ter um dos menores preços de GNV para o consumidor final no país, segundo levantamentos regulares da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No mais recente deles, de 6 a 12 de dezembro, o preço médio encontrado nos postos pesquisados no Estado foi de R$ 2,939. A economia no consumo e nos gastos (em comparação com outros combustíveis) é um dos principais fatores de competitividade do gás veicular. Dada essa vantagem, é muito utilizado por taxistas, motoristas de aplicativos e particulares que costumam usar o carro com frequência no dia a dia.

A frota de automóveis com GNV em Pernambuco chegou este ano a 67.341, conforme dados do Detran-PE. A rede de abastecimento, que tem o combustível fornecido pela Copergás, é composta por 76 postos, em todo o Estado.